Biblioteca Parque Digital disponibiliza seção especial para comemorar Dia do Cordelista

portalnbo
portalnbo
4 Min Read

Você sabia que os cordéis brasileiros podem ser acessados virtualmente, de forma gratuita, pela população fluminense? Para comemorar o Dia do Cordelista (19/11), a Biblioteca Parque Digital reservou uma seção especial apenas para receber obras deste gênero, com autores importantes como José Guilherme Teles e Josué Limeira. A ferramenta é destinada somente a moradores do estado e, para utilizá-la, é necessário realizar o cadastro de forma presencial em uma das unidades físicas (Centro, Manguinhos e Rocinha).

“O trabalho de preservação das matrizes da cultura nordestina é muito importante para o Rio de Janeiro. Historicamente, nosso estado abriga pessoas de diversos locais, e o Nordeste não é diferente. Para estreitar ainda mais essa relação, vamos utilizar a nossa nova biblioteca digital, pioneira em território fluminense, para disponibilizar diversos títulos importantes sobre a literatura de cordel”, explica a Secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, Danielle Barros.

Administrada pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, a plataforma foi lançada em outubro e funciona como uma espécie de catálogo virtual, nos moldes das grandes redes de “streaming”. Através da tela de um celular, tablet ou outro aparelho eletrônico, a população pode ter, na palma da mão, mais de mil opções de títulos literários.

A plataforma é uma extensão do acervo físico, com livros recentes, novos romances, biografias e, também, clássicos. O usuário pode encontrar títulos como ‘Dom Casmurro’, de Machado de Assis, e ‘Orgulho e Preconceito’, de Jane Austen, até os recentes ‘Elza’, de Zeca Camargo, e ‘O Corpo Encantado das Ruas’, de Luiz Antonio Simas.

Como acessar

Primeiro, o usuário deve realizar cadastro presencialmente em uma das Bibliotecas Parque (Centro, Manguinhos e Rocinha). Após concluir este passo, o usuário ganhará um código para ter acesso a todas as funções da biblioteca digital e poderá pegar um livro por vez, por até 14 dias corridos, seguindo o modelo da biblioteca física. Quem já for cadastrado previamente basta entrar em contato pelo pelo e-mail bibliotecaparquedigital@cultura.rj.gov.br e solicitar o código.

A Biblioteca Parque Digital poderá ser acessada através do site https://bibliotecaparquedigital.odilo.us/, ou pelo aplicativo Odilo. Na segunda opção, basta baixar a ferramenta em seu aparelho eletrônico, entrar e selecionar “biblioteca parque rio de janeiro”.

Dia do Cordelista – História

O Dia do Cordelista é comemorado em 19 de novembro em homenagem ao nascimento de Leandro Gomes de Barros (1865-1918). Ele é considerado o primeiro escritor brasileiro de literatura de cordel, tendo escrito aproximadamente 240 obras.

Em sua época, era chamado de “O Primeiro sem Segundo”. Compôs grandes obras que eram utilizadas como inspiração para outros importantes autores, como por exemplo Ariano Suassuna, que em sua peça Auto da Compadecida, usou como referência dois de seus folhetos: “O Dinheiro”, também chamado de “O testamento do cachorro”, e “O cavalo que defecava dinheiro”.

SECEC-RJ

PUBLICA

Share this Article
Leave a comment
YGYGYGYGYGYGYGY (Copia)