COP27: presidente da CNI diz que indústria é importante provedora de soluções para descarbonizar economia

portalnbo
portalnbo
4 Min Read

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, afirmou que, “além dos investimentos em processos de produção mais sustentáveis, a indústria brasileira tem sido uma importante provedora de soluções para a descarbonização da economia.” A declaração foi feita, nesta quarta-feira (16), na abertura do Brazilian Industry Day, evento promovido pela CNI, no Egito. 

O evento ocorre em meio à programação da 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP27). Os objetivos principais são aprofundar o debate sobre os quatro pilares de sustentabilidade do indústria  e destacar experiências bem-sucedidas das empresas brasileiras. 

“Para incentivar a expansão dos investimentos em modelos sustentáveis e promover o pleno desenvolvimento da bioeconomia no país, é preciso aumentar a competitividade da nossa indústria. Devemos, entre outras medidas, adotar uma política industrial moderna, que estimule a inovação e a produção de tecnologias socioambientais. É necessário que o plano também promova as fontes renováveis e a eficiência no uso da energia. Isso pode trazer vantagens competitivas para as empresas e garantir um lugar de maior destaque para o Brasil no cenário internacional”, considerou. 

Cidades brasileiras apresentam cases de boas práticas em desenvolvimento urbano sustentável

Brasil precisa adotar plano consistente para descarbonizar economia, afirma presidente da CNI

Ainda segundo Andrade, o momento atual apresenta risco de desaceleração da economia. Por isso, o presidente da confederação defende que o combate às mudanças climáticas deve estar alinhado com iniciativas que garantam a segurança alimentar e o abastecimento de energia para todo o mundo, sobretudo os países menos desenvolvidos.

“As ações em favor do combate às mudanças do clima devem ser combinadas com medidas que incentivem o crescimento duradouro da economia”, pontuou, ao ressaltar que o setor industrial do Brasil tem um papel essencial para expandir investimentos em tecnologias limpas e criar empregos de qualidade para a população.

Na ocasião, o secretário nacional da Amazônia do Ministério do Meio Ambiente, Marcelo Freire, defendeu que a indústria nacional representa uma possibilidade de o Brasil mostrar ao mundo a posição do país no desafio global de enfrentamento à mudança do clima.

“Nos últimos anos, conversamos muito com o alto nível de decisão do mundo e está cada vez mais claro o quanto o Brasil representa uma grande oportunidade de alocação de investimentos que busca descarbonização. Toda vez que uma multinacional toma uma decisão de alocar um recurso para um novo empreendimento, essa alocação é descarbonizante. A indústria brasileira deixa isso muito claro”, destacou. 

Atuação da indústria para alcançar metas climáticas 

A atuação da CNI na COP27 faz parte das iniciativas do setor da indústria para aumentar o debate acerca da transição para uma economia de baixo carbono, com a adoção de tecnologias limpas e processos produtivos mais eficientes, que provoquem menor impacto no meio ambiente. Com isso, o setor busca diminuir ou eliminar a emissão de gases de efeito estufa.

As recomendações destacadas pela CNI para o governo do Brasil dão ênfase a três temas: estabelecimento e operacionalização do mercado global de carbono, mobilização de recursos para assegurar o financiamento climático e avanço da agenda de adaptação à mudança do clima.
 

Brasil 61

Share this Article
Leave a comment
YGYGYGYGYGYGYGY (Copia)