Cultura do Estado investe cerca de R$ 29 milhões na construção de complexos audiovisuais

portalnbo
portalnbo
3 Min Read

No Dia Internacional do Patrimônio Audiovisual, o Rio de Janeiro tem muito o que comemorar. Nos últimos dois anos, cerca de R$ 29 milhões foram investidos pelo Governo do Estado em salas e complexos de exibição de filmes, levando a sétima arte para diversas cidades do interior. As ações estão sendo realizadas através da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (Sececrj), por meio dos programas Cinema da Cidade e Cine+.

“Pretendemos deixar um legado no interior do estado para a população fluminense, priorizando municípios de pequeno e médio porte, que historicamente não contam com salas de cinema. Nossa meta é garantir um legado de democratização do acesso à cultura”, explica a Secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa, Danielle Barros.

Através do projeto Cinema da Cidade, a Sececrj está construindo seis complexos audiovisuais em Cordeiro, Miracema, São Fidélis, São Pedro da Aldeia, Bom Jardim e Mendes, com valor total de R$25 milhões. O programa é destinado à ampliação, diversificação e descentralização do mercado de salas de exibição cinematográficas no Brasil.

A iniciativa ainda envolve um conjunto de mecanismos e ações diversificadas destinadas à melhoria do ambiente de negócios e da oferta de capital para os empreendedores do mercado audiovisual, como a exibição de filmes produzidos por profissionais da região. A entrega do primeiro espaço para a população, com toda a obra finalizada, está prevista para dezembro deste ano, em Miracema.

Além destas seis cidades, a Sececrj ainda está implantando complexos exibidores nos municípios de Queimados e Tanguá, por meio do programa Governo Presente.

Projeto incentivado

Já o Cine+ vai garantir a construção de novas salas de exibição em cinco municípios: Guapimirim, Itaocara, Paraty, Areal e Casimiro de Abreu. O investimento de R$ 3,6 milhões vai proporcionar a exibição de 1440 filmes por ano, 120 palestras e a formação de 100 jovens (20 por cidade) em Exibição Cinematográfica Independente.

As salas terão programação voltada para filmes autorais brasileiros ligados principalmente aos direitos humanos e à educação. Elas poderão ser usadas como espaços multiuso, atendendo a comunidade em ações formativas e sendo um local para receber apresentações das mais diversas linguagens artísticas.

O Cine + é uma realização da Quitanda Soluções Criativas, do Instituto BR e da Marco Zero, com patrocínio da Enel e da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

SECEC-RJ

PUBLICA

Share this Article
Leave a comment
YGYGYGYGYGYGYGY (Copia)