Enem 2022 usa reportagem da Agência Senado — Senado Notícias

portalnbo
portalnbo
3 Min Read

A Agência Senado voltou a servir como referência na prova de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Neste domingo (13), os estudantes que se candidataram a vagas nas universidades públicas e institutos federais fizeram provas de linguagem e ciências humanas e ainda uma redação com o tema: “Desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil”. Uma das questões da prova usou reportagem da série especial Arquivo S, publicado pela Agência Senado: “Para lei escolar do Império, meninas tinham menos capacidade intelectual que meninos”, do jornalista Ricardo Westin. A matéria discorre sobre as diferenciações feitas nas “escolas de primeiras letras” do Império, entre os currículos e os estudos aplicados a meninos e a meninas. 

Em 2016, o Enem usou reportagem publicada pelo Jornal do Senado em abril de 2013 como orientação para os estudantes elaborarem a redação. Um dos quatro textos que guiaram os alunos naquele ano foi a matéria “Intolerância religiosa é crime de ódio e fere a dignidade”, da jornalista Juliana Steck (o Jornal do Senado saiu de circulação em 2019).

Referência

Diretora da Agência Senado, a jornalista Paola Lima descreveu a satisfação de ver que o veículo serve de referência na Imprensa, além de ter seu conteúdo mencionado em livros escolares, pesquisas acadêmicas, concursos públicos e provas, como o próprio Enem:

— É um grande reconhecimento ao nosso trabalho. Esses fatos comprovam a credibilidade da Agência Senado, assim como a qualidade do nosso conteúdo e a pertinência dos temas que tratamos. As reportagens do Arquivo S, por exemplo, trazem episódios da história política do país que ajudam a contextualizar discussões que acompanhamos hoje — declarou.

Arquivo S

A série Arquivo S é uma parceria iniciada em 2014 entre a Agência Senado, que faz a cobertura jornalística da instituição há 25 anos, e o Arquivo do Senado, que guarda documentos históricos desde a instalação do Parlamento, em 1826. Com leitura leve, recheado de fotos, reproduções de documentos e ilustrações, cada volume faz um mergulho na história do Brasil, revelando fatos importantes, e tem recebido a atenção de estudiosos, professores e estudantes.

Na primeira sexta-feira de cada mês, de fevereiro a dezembro, a Agência Senado publica uma nova matéria da série no portal Senado Notícias, na internet, tratando de fatos do passado do Brasil com base nos documentos históricos do Arquivo, incluindo projetos de lei e discursos dos senadores. Todo ano, os textos são compilados em um livro. 

Todos os volumes da coleção estão disponíveis para download gratuito no site da Biblioteca do Senado. Já os exemplares impressos podem ser comprados no site da Livraria do Senado, a preço de custo. Os textos também estão disponíveis no portal Senado Notícias, na página do Arquivo S. 

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

PUBLICA

Share this Article
Leave a comment
YGYGYGYGYGYGYGY (Copia)