Jovens da Embasa participam do Desafio InovArena Games, na Arena Fonte Nova

portalnbo
portalnbo
4 Min Read

Foto: Divulgação Embasa

Ontem (22), foi o Demo Day (Dia de Demonstração) do Desafio InovArena Games, promovido na Arena Fonte Nova. Em clima de Copa do Mundo, equipes de jovens aprendizes ou estudantes apadrinhados pela Companhia Brasileira de Fertilizantes (Cibra), Itaipava Fonte Nova, Grupo Martins, Sabin e Embasa tiveram apenas três minutos para apresentar soluções para problemas sociais relacionados à área de atuação dessas empresas. 

Divididos em quatro equipes, os jovens aprendizes da Embasa propuseram soluções para um problema na comunidade Vila Cajá, no bairro da Federação, em Salvador. Lá, os técnicos da empresa têm encontrado dificuldades para realizar a medição dos volumes de água consumidos nos imóveis devido ao alto número de ligações clandestinas.  

O projeto InovArena Game é uma iniciativa da Junior Achievement Bahia (JA Bahia) que visa sensibilizar e contribuir na formação e conscientização de jovens, por meio de uma maratona de inovação, criatividade, sustentabilidade e cultura, destinado a alunos do ensino médio e jovens aprendizes. 

Foto: Divulgação Embasa

As empresas participantes apadrinharam uma escola de Salvador ou turma de jovens aprendizes, a exemplo da Embasa. “Ao longo de seis encontros, sendo um com a apresentação do problema pela Unidade de Redução e Controle de Perdas da Embasa e os outros cinco com a mentoria da JA Bahia, os participantes do desafio se dedicaram, aprenderam, fizeram trocas, consultaram especialistas e construíram suas propostas”, explica Suely Pereira, assistente social da Embasa.

“Esse programa contribui para que os jovens desenvolvam competências e habilidades socioemocionais que serão fundamentais para seu desenvolvimento pessoal e profissional”, acredita o diretor de Gestão Corporativa da Embasa, Flávio Lordello.   

Após as apresentações e avaliação pelo júri técnico composto por representantes de diversas áreas, a equipe Mobilization conquistou a medalha de ouro entre os participantes da Embasa. “Nossa proposta é que a empresa disponibilize gratuitamente um curso de leiturista para os moradores da Vila Cajá, inserindo os moradores no mercado de trabalho e, ao mesmo tempo, proporcionando que eles contribuam para a comunidade”, explicou o jovem Fabrício dos Santos.

Cindy Lane Mendes completou, explicando que é fundamental ensinar aos moradores “o quão é importante para eles mesmos e para a Embasa a contabilização da água”. Também participaram da equipe campeã Ana Cristine Gomes, Ingrid dos Reis e Victor Santana.  

Foto: Divulgação Embasa

As medalhas de prata, de bronze e de participação ficaram com os jovens das equipes Young Brain, Embágua e Raciobasa. “Todos os projetos têm qualidade e refletem o espírito criativo de nossos jovens. O júri técnico composto por profissionais da Embasa de diversas áreas percebeu que as ideias são complementares e, por isso, teremos o encargo de elaborar um projeto único que contemple todas as alternativas apresentadas”, afirmou Paulo Jenner, membro do júri e gerente da Unidade de Controle de Perdas. 

“Foi uma experiência ótima que me tirou da zona de conforto onde estava acostumado só com trabalho administrativo e nos colocaram para pensar fora da caixa. Nos inspiramos tanto que fui ator de um vídeo, com linguagem despojada, explicando sobre o projeto”, comemorou Gabriel Bispo, jovem da equipe Young Brain. 

Fonte: Ascom Embasa

Louise Cibelle

PUBLICA

Share this Article
Leave a comment
YGYGYGYGYGYGYGY (Copia)