Novo Rio Pinheiros já tratou 23 mil piscinas olímpicas de esgoto

portalnbo
portalnbo
3 Min Read

Desde o início do Novo Rio Pinheiros, a Sabesp enviou para tratamento mais de 58 bilhões de litros de esgoto – equivalentes a 26 mil piscinas olímpicas. Responsável pelo eixo saneamento do programa, a Companhia já conectou ao sistema mais de 650 mil imóveis, que passaram a ter o esgoto levado para tratamento – superando em 22% a meta inicial de 533 mil. No total, 1,8 milhão de pessoas foram diretamente beneficiadas, uma população superior à de Porto Alegre ou de Recife.

Lançado em 2019 e uma das prioridades do Governo de São Paulo, o Novo Rio Pinheiros é coordenado pela Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente e visa a despoluição do rio, integrando-o de volta à cidade e ao dia a dia de seus moradores. Essa ação ocorre em diversas frentes: expansão da coleta e tratamento de esgotos; desassoreamento e aprofundamento do rio;coleta e destinação dos resíduos sólidos; revitalização das margens, além de iniciativas voltadas à educação ambiental.

Para suas obras, a Sabesp adotou os contratos de performance, forma inovadora em que a remuneração está vinculada ao desempenho, incentivando as empresas contratadas a potencializar a conexão dos imóveis ao sistema de tratamento. Foram implantados 279 km de novas tubulações nas sub-bacias do Rio Pinheiros.

Essa infraestrutura permite que o esgoto coletado seja levado para Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Barueri, o que contribui diretamente para a revitalização do rio e seus afluentes. Isso também evita as emissões a partir dos corpos-d’água de gases de efeito estufa, relacionados às mudanças climáticas.

Outra inovação da Sabesp no programa são as unidades recuperadoras, as URs, que vão recuperar a qualidade da água de córregos que passam por áreas de ocupação irregular. Essa situação não deixou espaço para implantar a rede convencional e o esgoto acaba lançado no curso-d’água. Asobras serão concluídas ainda neste ano. Quatro URs já estão em operação assistida.

A Sabesp investe ao todo R$ 1,7 bilhão no programa, beneficiando com mais saúde e qualidade de vida uma população de 3,3 milhões de pessoas na região da bacia do Pinheiros em São Paulo, Embu das Artes e Taboão da Serra. As obras da empresa no programa geram 4,1 mil empregos.

O programa tem ainda participação de Cetesb, EMAE, DAEE e da Prefeitura de São Paulo. Também foram retiradas 86,6 mil toneladas de lixo entre garrafas pet, bicicletas, pneus e plásticos. O trabalho de desassoreamento já removeu mais de 779 mil m³ de sedimentos (mais de 30 mil caminhões basculantes)

Ricardo Macario

PUBLICA

Share this Article
Leave a comment
YGYGYGYGYGYGYGY (Copia)